×
Procurar

O Calvinismo Destroi o Espírito Missionário?

Frequentemente dizem que o calvinismo cria uma barreira ao evangelismo e missões. Essa acusação geralmente vem em forma de perguntas. Como é que aqueles que crêem que as Escrituras ensinam a predestinação e a eleição podem ter um coração voltado para missões? Se Deus determinou quem será salvo, por que haveria necessidade de envolver-se em evangelismo ou missões? No entanto, podemos afirmar com segurança que este é um argumento sem fundamento histórico (ou base teológica).

Há que se reconhecer que os calvinistas não só robustamente incentivaram, se engajaram e propagaram missões, como também lideraram alguns dos grandes movimentos de missões e evangelismo na história da igreja. Mesmo um olhar de relance pela história de missões e missionários produz um hall da fama repleto de calvinistas. Pode-se muito bem argumentar que o Calvinismo nunca foi uma barreira às missões e ao evangelismo, como também provou realmente ser um estímulo às missões e ao evangelismo. Na verdade, muitas vezes tem sido a força motriz de missões. Abaixo temos apenas uma pequena amostra da história de missões e alguns calvinistas notáveis, que lideraram o esforço em campos estrangeiros. Nāo é necessário ser um calvinista super convicto para ser tocado pelo impacto do calvinismo no trabalho missionário.

• Joāo Calvino: Calvino enviou missionários de Genebra para a França e a lugares tão distantes como o Brasil. A maioria desses jovens enviados à França morreu como mártires, mas a igreja de Genebra continuou a enviá-los.

• John Eliot: Missionário enviado aos índios norteamericanos no século XVII. Acredita-se que ele tenha sido o primeiro missionário enviado a pessoas dessa etnia. Como muitos já disseram, se William Carey é o pai do movimento moderno de missões, então John Eliot é o seu avô.

• David Brainerd: Um missionário aos índios americanos no século XVIII. Muitos historiadores acreditam que através de seu diário, “Um Relato da Vida do Falecido Reverendo David Brainerd” ele tenha sido responsável pelo envio de mais missionários para os campos de trabalho do que qualquer outra pessoa na história da igreja.

• Theodorus Frelinghuysen: Grande evangelista e pregador, que preparou o terreno para o Primeiro Grande Reavivamento nas colônias centrais norte americanas.

• Jonathan Edwards: Grande teólogo, escritor e pregador do Primeiro Grande Reavivamento. Foi também missionário junto aos índios.

• George Whitfield: Grande arauto e pregador do Primeiro Grande Reavivamento. Ele atravessou o Oceano Atlântico treze vezes, e estudiosos estimam que ele tenha pregado mais de 18.000 sermões.

• William Tennent: Fundou uma faculdade construida de troncos, que mais tarde tornou-se a Universidade de Princeton. Esta faculdade treinava pastores e forneceu muitos dos pregadores do Primeiro Grande Reavivamento

• Samuel Davies: Famoso presidente da Faculdade de Nova Jersey (Universidade de Princeton), pregador do Primeiro Grande Reavivamento e evangelista de escravos na Virgínia. Acredita-se que centenas de escravos vieram a uma fé salvadora através de seu trabalho evangelístico.

• William Carey: Ele é o famoso missionário à Índia e é considerado o pai do movimento moderno de missões.

• Robert Moffat: O primeiro missionário a atingir o interior da África com o Evangelho. Ele traduziu toda a Bíblia e o livro “O Peregrino” para o Setsuana.

• David Livingstone: Presumivelmente, o mais famoso missionário ao continente africano.

• Robert Morrison: Primeiro missionário protestante à China e o primeiro a traduzir a Bíblia para o chinês.

• Peter Parker: Um médico americano e missionário na China que foi o primeiro a introduzir técnicas médicas ocidentais aos chineses. Serviu também como presidente da Sociedade Missionária Médica da China.

• Adoniram Judson: Famoso missionário à Birmânia, traduziu a Bíblia para o birmanês, e estabeleceu múltiplas igrejas batistas na Birmânia. Seu trabalho missionário levou muitos a entrarem em campos missionários e foi fundamental para a formação da primeira Associação Batista nos Estados Unidos.

• Charles Simeon: Vigário da Igreja da Santíssima Trindade e fundador da Sociedade Missionária da Igreja do Reino Unido. Esta organização foi fundamental para atrair muitos estudantes para o campo missionário. A própria Sociedade enviou mais de 9.000 missionários ao mundo.

• Henry Martyn: Famoso missionário à Índia e à Pérsia. Ele pregou em face a oposição e traduziu o Novo Testamento em várias línguas.

• Samuel Zwemer: É carinhosamente conhecido como “O Apóstolo ao Islã.” Seu legado inclui trabalhos em Bahrein, na Arábia, no Egito e na Ásia Menor. Sua obra literária foi usada pelo Senhor para incentivar e mobilizar toda uma geração de missionários para o trabalho em países islâmicos.

• John Stott: Estudioso, pregador, pastor e evangelista do século XX. Foi um dos principais autores e líder influente no estabelecimento do Pacto de Lausanne, que promoveu o evangelismo mundial.

• Francis Schaeffer: Pastor e fundador de L'Abri, ministério que tem sido usado pelo Senhor para chamar muitos a uma fé salvadora ao se debaterem intelectualmente com os preceitos do cristianismo.

• D. James Kennedy: Criador do Evangelismo Explosivo, que muitos acreditam ser o currículo de formação evangelística mais amplamente utilizado na história da igreja.

• John Piper: Pastor, escritor e teólogo, que tem sido usado pelo Senhor para definir missões e enviar muitos jovens aos campos missionários.

O calvinismo destroi o espírito missionário? A evidência sugere algo totalmente ao contrário. Esta é apenas uma pequena amostra de alguns dos missionários calvinistas influentes e líderes de missões na história da igreja. Calvinistas bíblicos compreendem que Deus usa meios para chamar seus eleitos à salvação. Portanto, não nos esquivamos de missões ou evangelismo. Conforme a história demonstra, o Calvinismo na verdade incentiva missões e evangelismo. Na verdade, muitos dos maiores missionários e líderes de missões ao longo da história da Igreja foram calvinistas.

Jason Helopoulos é o Pastor Assistente da University Reformed Church. É autor de “Uma Graça Negligenciada: Culto Famíliar no Lar Cristão”. É casado com Leah e eles têm dois filhos.

CARREGAR MAIS
Loading