8 Grilhões Que Todo Pastor Deve Quebrar

Antes do meu primeiro pastorado, muitas vezes ouvi pastores se lamentarem à respeito dos desafios do ministério. Sempre presumi que eles estavam me avisando sobre um membro mal-humorado ou sobre aquele diácono desagregador.

Mas o que eu não me dava conta é que a pessoa difícil sobre quem eles estavam me alertando não estaria apenas na minha igreja, mas na minha própria pele.

Antes de me tornar pastor, não fazia ideia de que o maior desafio que um pastor enfrenta no ministério não é uma “pessoa problemática”, mas um coração problemático — e tal coração é o dele próprio. Não sabia que os piores olhares que um pastor recebe é quando ele olha para si mesmo, e que seu crítico mais severo não é uma voz no Twitter, mas um troll que vive dentro de si.

Sim, situações difíceis ocasionalmente sobrecarregam todos os pastores, mas os pesos cruéis que entravam o progresso tais como expectativas irrealistas, comparações injustas e outras pressões que pesam sobre um ministro na maioria das vezes ocorrem porque seu próprio coração foi enganado (Jr 17.9)

Aqui estão oito lições que estou aprendendo que estão me libertando de mim mesmo.

1. Fique Livre de Comparações

Em uma era de podcasts e pastores celebridades, é mais difícil do que nunca ser um pastor mediano e inexpressível. Pastores de todas as partes são tentados a querer ser como jogadores super-estrelas, chamando a si as jogadas e marcando os gols de placa. Mas o papel do pastor é muito mais parecido com o de um roupeiro da equipe, fornecendo aos santos o serviço e equipamentos necessários para ajudá-los a cumprirem suas missões (Ef 4.12).

As pessoas não necessitam que você se torne como o pastor do outro lado da cidade; elas necessitam que você se torne como Jesus (1Ts 4.3). Ser sua versāo mais semelhante à Cristo e nāo ser semelhante à uma outra pessoa, lhe permitirá melhor servir às pessoas.

2. Fique Livre de Expectativas Não-Bíblicas

Além de pregar e pastorear, os pastores hoje sentem uma pressão incrível para serem líderes visionários, empresários competentes, conselheiros profissionais, comentaristas culturais e muitas outras coisas.

No entanto pastor, você não foi chamado para fazer “todas as coisas”. Deus o chamou para simplesmente entregar-se plena e livremente à oração e ao ensino da Palavra (At 6.4). Seja excelente naquilo que você foi chamado exclusivamente para fazer como pastor: apascentar as ovelhas de Jesus (Jo 21.17).

3. Fique Livre de Tentar Consertar Tudo

Alguns pastores nunca estão mais felizes do que o mais triste de seus fiéis, e muitas vezes se sentem pessoalmente responsáveis por cada pessoa e cada problema da igreja.

Pastor, você não tem poder para restaurar cada pessoa que esteja presa na prensa da depressão, ou revigorar casamentos despedaçados, ou libertar os viciados dos grilhões dos seus pecados, ou trazer a paz a lares em guerra. No entanto, pode apaixonada, poderosa e persistentemente apontá-los para Aquele que tem este poder (2Co 4.5; At 5.42)

4. Fique Livre para Dizer “Não Sei”

Os pastores geralmente acham que devem ter conhecimento e estar atualizados sobre as últimas notícias, controvérsias teológicas, conversas políticas e tendências culturais (afinal, fizemos seminário!).

Pastor, você não precisa ser o cara mais inteligente da sala. Suas ovelhas podem realmente gostar muito de ouvi-lo dizer: “Não sei”, porque se lembrarāo que lhe foi confiada apenas uma mensagem: Cristo e este crucificado (1Co 2.2). Nāo é necessário ter algo profundo para dizer em todos os momentos e sobre todos os assuntos. Mas saiba disso: quando você de fato falar, eles estarão ouvindo.

5. Fique Livre para Descansar

A maioria dos pastores odeia ser vista descansando enquanto outros estão trabalhando. Eles se sentem culpados quando dizem aos outros que estão tirando férias muito necessárias, e sentem-se envergonhados quando têm que pronunciar as palavras: “Não posso; é o meu dia de folga”.

Pastor, você não é onipotente. Você precisa descansar. Um pastor vibrante e bem descansado pode fazer mais pelo seu povo em 40 horas do que um pastor exausto pode fazer em 80. Além disso, sua família necessita de você em casa. Vários homens podem pastorear sua igreja, mas somente você pode ser o marido de sua esposa e o pai de seus filhos. Demonstre à sua igreja e à sua família como é confiar radicalmente no Senhor em todas as coisas, ao descansar semanalmente (Ex 20.8-10; Mt 11.28–30).

6. Fique Livre da Competição

Frequentemente, pastores se sentem fracassados quando vêem outras igrejas com melhor música de louvor, uma creche melhor, um local de reunião mais agradável ou um site de internet mais esmerado.

Pastor, Deus está fazendo crescer um reino — e não um castelo, comunidades ou mercadorias — e um derramamento de graça em qualquer igreja é um derramamento de graça em todas as igrejas. Liberte-se de um espírito corrompido de competição celebrando qualquer evidência de graça que veja em outras igrejas, e contente-se em se entregar àqueles sob seus cuidados (1Pe 5.2)

7. Fique Livre para Se Render

Muitos pastores sentem intensa pressão para que suas igrejas cresçam. Demonstrativos financeiros e relatórios semanais de comparecimento se tornam como provas finais a faculdade, revelando empiricamente e de forma irrefutável o quāo fracassados são.

Mas pastor, mesmo em seus melhores momentos, você não pode fazer sua igreja crescer (1Co 3.6–7). Você foi chamado para arregaçar as mangas, ficar de joelhos e se concentrar nas sementes. Talvez a melhor coisa que você possa fazer pela sua igreja hoje seja finalmente e totalmente entregar o crescimento para Deus.

8. Fique Livre para Ser Feliz

E eu quero dizer realmente, muito feliz.

Quando todos os variados fardos do ministério se acumulam, o peso torna-se tal que poucos homens podem carregá-lo por muito tempo. Frequentemente os pastores simplesmente abaixam a cabeça, mantêm a mão no arado e trabalham arduamente por mais uma estação. Não é de surpreender que a taxa de esgotamento seja tão alta.

Acima de tudo, sua igreja necessita da sua alegria em Jesus (Hb 13.17). Um pastor exuberantemente feliz em Deus fará muito mais por sua igreja do que um pastor diligente que tenha sacrificado a alegria em Jesus por uma ótima produtividade. Diminua a velocidade e torne-se cada vez mais satisfeito nEle.

Que o objetivo mais elevado de sua vida e a maior oração de seu pastorado seja a do Salmo 90.14:

Sacia-nos de manhã com a tua benignidade, para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias.

Traduzido por Pedro Henrique S. de Aquino

 

Compartilhar
CARREGAR MAIS
Loading