×
Procurar

Indignação. Medo. Confusão. Raiva. Nostalgia. Desistência. Muitas das maneiras como nós cristãos respondemos à oposição, estão longe do ideal.

Pedro vivenciou o que era enfrentar a oposição, atacar com raiva ou recuar com medo, ser restaurado em amor e, em seguida, ir em frente ousadamente com a coragem do evangelho. Ele levou anos para aprender, mas com Jesus ao seu lado e o Espírito em seu interior, ele conseguiu. Um tempo mais tarde em sua vida, ele escreveu uma carta – 1 Pedro – aos companheiros de sofrimento, e ensinou-os a responder como cristãos à oposição.

Aqui estão 10 coisas que Pedro afirma que irão nos ajudar a lidar mais pacientemente com nossos oponentes.

1. Não Fique Surpreso

Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo. (1Pe 4.12)

Isto não é novidade. Não é estranho. É normal. Paulo promete que “todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2Tm 3.12). “Pois assim” Jesus nos lembra, “perseguiram aos profetas que viveram antes de vós” (Mt 5.12). Não fique surpreso. Deus certamente não está.

2. Apazigue Sua Indignação

Não vos amedronteis, portanto, com as suas ameaças, nem fiqueis alarmados. (1Pe 3.14).

O cristão constantemente indignado é uma visão triste. Não responda à oposição com uma mistura tóxica de medo e raiva. Responda com graça e verdade. No inglês, as palavras “indignação” (outrage) e “coragem” (courage) têm a palavra “raiva” (rage) nelas. No entanto, são atitudes totalmente diferentes. Necessitamos de menos indignação reacionária e de mais amor corajoso.

Necessitamos de menos indignação reacionária e de mais amor corajoso.

3. Arrependa-se Quando Necessário

Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem. (1Pe 4.15).

Às vezes os cristãos não são respeitados porque não somos respeitáveis. Às vezes o mundo diz: “Os cristãos são hipócritas”, e eles estão certos. Às vezes nossos oponentes vêem nossos fracassos com muito mais clareza do que nós. Se você é racista, precisa se arrepender. Se você odeia pessoas gays, você precisa se arrepender.

Se você é rude, fofoqueiro ou arrogante no trabalho, não faça escândalo nem alegue que sofre “perseguição” quando um colega o exortar quanto a isso. Vamos reconhecer nossos pecados e nos arrepender quando necessário. Jesus irá perdoá-lo e mudá-lo – ele vai até mesmo salvá-lo se for isto o que você necessita – e o mundo irá valorizar o raro exemplo de humildade.

4. Continuem a Amar Uns Aos Outros

Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros. (1Pe 4.8-10)

Quando uma comunidade enfrenta desafios, somos tentados a nos voltar uns contra os outros. Como Evódia e Síntique, nós que trabalhamos lado a lado no evangelho, por vezes, acabamos por nos enfrentar em alguma batalha intramural (Fp 4.2-3). É necessário que nos protejamos contra esta tentação, especialmente quando a oposição fica acalorada. Se a nossa batalha não é contra o sangue e a carne (Ef 6.12), nossa batalha certamente nunca deve ser contra uns contra os outros.

5. Ame Seus Inimigos

Não pagando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, pois para isto mesmo fostes chamados. (1Pe 3.9)

Em última análise, nunca é nós contra eles. É Jesus por todos. É o evangelho por todos. Sāo a graça e a verdade por todos. A melhor maneira de imitar a Cristo é tratar bem as pessoas quando elas o maltratam. Amar nossos inimigos, seja no individual ou no coletivo, significa tratar os outros como Jesus nos tratou.

6. Confie em Deus e Faça o Bem

Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem. (1Pe 4.19)

Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos. (1Pe 2.15)

Continue fazendo a obra do reino. Continue servindo cada pessoa que você conhece. Continue amando todos que cruzarem seu caminho. Não tente silenciar os críticos e os céticos gritando mais alto. Confie em Deus e faça o que é certo. Lembre-se de que o exemplo é a voz mais alta em todos os lugares. Deus cuidará de nós, então tenha calma e siga em frente.

Evangelismo às vezes implica em conversas difíceis, mas nunca devemos ser pessoas difíceis.

7. Compartilhe Sua Esperança

Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós. (1Pe 3.15)

Em um mundo como o nosso, se sua vida é marcada por graça, verdade, amor, integridade, hospitalidade e cordialidade cristã, as pessoas acabarão perguntando o que há de errado com você. Portanto, desenvolva a “fluência no evangelho” e esteja pronto para responder às perguntas e desafios das pessoas. Se você é um cristão, você tem uma esperança fascinante. Esteja preparado para compartilhá-la.

8. Seja Respeitoso

Contudo, façam isso com mansidão e respeito. (1Pe 3.15)

Um evangelista grosseiro é um mau evangelista. Ao compartilhar Cristo com as pessoas, seja sempre respeitoso. Evangelismo às vezes implica em conversas difíceis, mas nunca devemos ser pessoas difíceis. Evite brigas verbais, seja gentil e “dê provas de toda cortesia, para com todos os homens” (Tito 3.2).

9. Lembre-se de Sua Família Cristã

Resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão-se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo. (1Pe 5.9).

Nós não somos os primeiros, os últimos, os únicos, ou os principais a sofrer. No Ocidente, a maioria de nossos micro-sofrimentos mal seria registrada entre tantos irmãos e irmãs no exterior. Devemos lembrar, com oração, soledariedade e grande respeito, dos inúmeros outros que suportam muito mais oposição do que nós. Mesmo quando enfrentamos desafios legítimos à nossa fé, estamos em boa e nobre companhia.

10. Olhe Para o Oriente

Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar. (1Pe 5.10).

Esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. (1Pe 1.13)

A escuridão nunca impediu o amanhecer. Portanto, temos todos os motivos para fixar nossos olhos no horizonte distante. Temos todos os motivos para esperar que Deus nos “restaure, confirme, fortaleça e estabeleça”. Temos todos os motivos para antecipar nossa “glória eterna em Cristo”. Jesus está voltando. Então, quando a noite estiver mais escura, permaneça na trilha e olhe para o oriente.


Traduzido por Ana Heloysa Araújo

 

CARREGAR MAIS
Loading