A Igreja Amou Minha Filha até Jesus

Unsplash

Recentemente, uma das minhas filhas veio a crer em Jesus. Ela começou a conversar conosco e fazer perguntas enquanto dirigíamos para casa depois do nosso grupo comunitário no domingo à noite. Tal como a maioria das conversas sobre o evangelho tendem a acontecer, falamos sobre o caráter de Deus, do pecado, da morte e ressurreição de Jesus, da fé, da esperança, do arrependimento e de muitos outros assuntos relacionados.

Temos orando por nossa filha desde antes dela nascer. Nós memorizamos as Escrituras com ela, lemos a Bíblia para ela, cantamos hinos com ela e a catequizamos desde cedo. No entanto, enquanto conversávamos naquela noite, ela não mencionou as coisas de que se lembrava dos devocionais em família, do catecismo ou das centenas de sermões que ouvira o Papai pregar.

Enquanto conversávamos, ela mencionou repetidamente conversas que teve com outras pessoas em nossa igreja. Ela falou sobre bilhetes encorajadores que as pessoas escreveram para ela, algo que nosso pastor de jovens falou em um sermão recente, e conversas que ela teve com outros membros da família.

Sem dúvida, as centenas de horas que passamos ensinando-lhe a Bíblia e conversando com ela, desempenharam um papel em seu encontro com Jesus. Mas o que, afinal, demonstrou a ela a realidade do evangelho foi ouvir isso de pessoas além de seus pais. Ela estava imersa junto a pessoas que amavam e seguiam a Jesus. O amor, as orações e as conversas destas pessoas produziram fruto num momento em uma noite de domingo, quando ela confiou em Jesus.

Deitada em minha cama tentando dormir, mas incapaz de fazê-lo por causa da alegria que sentia, repassei nossa conversa em minha mente e me deleitei na sabedoria de Deus. Ele não apenas deu a ela pais que a ensinaram sobre Jesus, mas também a cercou com a família de Deus, que falou sobre o evangelho a ela e demonstrou seus frutos em suas vidas.

Passei a maior parte de duas décadas estudando a igreja — o que é, o que deveria ser, como sua adoração deveria ser, e como devemos organizar nossa vida juntos. Observei a igreja se mostrar tal como a Bíblia a chama, o corpo de Cristo, e vivenciei seu amor e encorajamento. No entanto naquela noite, eu me regozijei ativamente no corpo de Cristo, dando graças a Deus por não estar sozinho para apontar minha filha para Jesus.

Família. Edifício. Nação.

Muitos notaram com razão o individualismo desenfreado em nossa cultura e o dano que está causando na vida da igreja. A Bíblia usa metáforas ricas para descrever a igreja. Cada uma delas nos aponta para longe do individualismo em direção a uma comunidade rica que conjuntamente reflete a Cristo. Três destas imagens não podem ser vividas por um cristão solitário.

Em Efésios 2, depois de explicar como o evangelho derruba a parede de separaçāo entre pessoas que antes eram hostis umas às outras e as reconcilia através do sangue de Jesus, Paulo mostra como Deus está edificando todos os santos conjuntamente em um só corpo para a glória do Pai:

Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito. (Ef 2.19–22)

Neste parágrafo, Paulo arrasa com o cristão solitário. A igreja é uma família. Os membros da casa de Deus não podem viver a vida cristã sozinhos — são irmãos e irmãs. Quando um está faltando, há um lugar vazio à mesa. Quando alguém se perde, a família fica enlutada.

Paulo também falou sobre a igreja como um edifício. Ele não está falando dos edifícios físicos onde as igrejas locais se reúnem para adorar. Mais propriamente, ele retrata a igreja como um templo, construída sobre Cristo como a pedra angular, erguida para lhe trazer louvor e glória. Se a igreja é um edifício, nós somos tijolos neste edifício. Esses tijolos estão interconectados e toda a estrutura se enfraquece se um estiver faltando. A força está no todo interligado.

Paulo também retratou a igreja como uma nação, sua cidadania formada por aqueles que conhecem a Cristo como Senhor. Pedro ecoa esta linguagem: A igreja é “nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1Pe 2.9-10). Aqui no mundo, os cidadãos demonstram a glória do seu Rei através da sua vida conjunta. Eles, como um só povo, proclamam a beleza e a glória de Cristo através de suas palavras e ações.

Trata-se de Uns aos Outros

Quando a Bíblia fala de nosso testemunho conjunto, raramente fala de um único cristão falando sobre Jesus. Jesus disse: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (Jo 13.35). E Paulo escreveu: “somos embaixadores em nome de Cristo” (2Co 5.20).

Está claro que os escritores do Novo Testamento enfatizaram nosso testemunho coletivo. Jesus fala sobre nós demonstrarmos a veracidade do evangelho por meio do nosso amor uns pelos outros, e Paulo diz que representamos o reino de Cristo no reino deste mundo, rogando às pessoas que se reconciliem com Deus.

Nossa cultura gosta de falar como se houvesse uma igreja debaixo do chapéu de cada pessoa. Crescemos como cristãos sozinhos. Amamos nossa família e a criamos sozinhos. Testemunhamos sozinhos.

Mas este nāo é o sentido direcional da Bíblia.

Alegria no Corpo

Alegrai-vos hoje comigo no corpo de Cristo. Quando esse corpo, com Jesus como seu cabeça, se ama mutuamente, serve um ao outro, e testemunha do evangelho conjuntamente, irmãos e irmãs são encorajados em sua caminhada com Jesus, e nossos próximos se deparam com um testemunho materializado de amor.

O Espírito Santo usou o corpo de Cristo para trazer minha filha até ele. Em certo sentido, isso é notável, uma vez que toda conversão vem da obra miraculosa do Espírito. Contudo, isso também é corriqueiro, uma vez que o Espírito tem agido desta maneira por dois milênios. Louvo a Deus que o testemunho coletivo da igreja levou minha filha à fé. Pela sua graça, ela não será a última.

 

Traduzido por Felipe Barnabé

CARREGAR MAIS
Loading