Como ser um Amigo em todo Tempo (Mesmo Quando você não tem Tempo)

Unsplash

Um dia a cada mês, abro a caixa de correio e encontro uma deliciosa surpresa. Em meio a contas e panfletos, está uma bela revista: Southern Living. Fito a foto da capa de uma torta com aparência deliciosa ou de uma sala lindamente decorada e, por apenas um momento, enquanto me demoro na varanda, imagino assar a torta ou conversar com uma amiga na bela sala.

E então entro pela porta da frente de casa em direção a pelo menos um (mas provavelmente três) garotinhos clamando por minha atenção. Então deixo a revista de lado e espero que um dia encontre tempo suficiente para lê-la. Sei que nunca vou realmente fazer a torta, e as ideias de design estarão fora de moda antes que eu tenha tempo de usá-las.

Neste período com três filhos, com idades entre 5 meses e 5 anos, tantas coisas maravilhosas são deixadas de lado pela tirania do urgente. É tentador acocorar-se em casa e fingir que relacionamentos e responsabilidades externos não existem. Se for sincera, as amizades com outras mulheres podem parecer aquelas fotos da capa da revista — uma bela ideia que não tenho capacidade de conceber em meio às exigências da minha vida caótica.

Então, quando o Espírito Santo traz à mente um versículo tal como Pv 17.17, lembrando-me que “Em todo tempo ama o amigo”, tento achar um asterisco ao lado da palavra todo: Não há uma pequena nota de rodapé que lista exceções tais como, quando você tem crianças pequenas e carentes? Ou uma temporada incomum de exigências de trabalho, ou um ente querido envelhecido para cuidar, ou toneladas de compromissos ministeriais? Por mais difícil que pareça, o asterisco não está lá. Um amigo ama em todo o tempo.

Mas como amamos e cuidamos dos nossos amigos pode variar dependendo das circunstâncias. Seguem-se quatro ações que irão ajudá-los a amar seus amigos em qualquer circunstância.

1. Faça Melhor Uso do Seu Tempo

Se temos pouco tempo para nossos amigos, seríamos sábios se considerarmos por que temos tão pouco tempo em primeiro lugar. Estamos gastando tanto tempo nas mídias sociais que não temos tempo para interações cara a cara? Estamos gastando demasiado tempo decorando e organizando nossas casas que não convidamos pessoas para entrar nelas? Estamos gastando tanto tempo ajudando nossos filhos a formar amizades por meio de brincadeiras e atividades que não cultivamos nossas próprias amizades?

Mesmo assim, ainda existem épocas nas quais temos exigências do nosso tempo que quase não podemos mudar. Uma das maneiras pelas quais podemos fazer bom uso de nosso tempo (Ef 5.16) como amigos, é pensar sobre o que é mais significativo para vários amigos — e concentrar nossos esforços naquilo.

Por exemplo, uma das minhas amigas aprecia particularmente frases de afirmação e adora receber correspondência. Escrever uma nota e enviá-la, pode ser feito em um período relativamente curto de tempo e sem sair de casa.

Outra amiga gosta de se conectar comigo enviando artigos particularmente perspicazes sobre cultura, religião e política. Embora eu tenha pouco tempo para ler naquele momento, faço questão de ler os artigos que ela envia, porque eles servem como um ponto de contato para nós e me ajudam a conhecê-la melhor quando vejo o que desperta seu interesse.

2. Convide Pessoas

Pelo menos algumas das atividades que nos mantêm ocupados podem ser feitas com outra pessoa por perto. Embora conversar com uma amiga em um café possa parecer empolgante, conversar enquanto arrumo uma pilha de roupa ainda permite que eu me conecte a uma velha amiga ou até mesmo faça uma nova amiga.

No início deste ano, senti-me convencida a convidar uma jovem do nosso pequeno grupo para se juntar à nossa família para jantares semanais. Queria conhecê-la melhor, mas sair para encontrá-la regularmente não seria realista. Enviei-lhe então nervosamente uma mensagem, pensando que provavelmente havia um milhão de outras coisas que ela preferiria fazer do que jantar com nossa família louca. Mas ela ficou entusiasmada com a ideia. Ela tem jantado conosco semanalmente há meses e se sente parte de nossa família. Convidá-la para nosso dia a dia me permitiu buscar amizade sem acrescentar exigências ao meu tempo.

3. Ore

Não negligencie o valor de orar por seus amigos. Tiago 5.16 nos lembra que “Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”. Às vezes, dizemos a um amigo que vamos orar por eles como um comentário descartável, já que não sabemos outra maneira de ajudar e achamos que devemos nos oferecer para fazer alguma coisa. Mas orar é realmente estar fazendo alguma coisa. Estamos trazendo nossos amigos para Jesus.

Em Lucas 5, os amigos do homem paralítico criam tão firmemente que a melhor coisa que podiam fazer por seu amigo era levá-lo a Jesus, que o baixaram por um buraco que fizeram no telhado de alguém. E os resultados foram surpreendentes! O homem recebeu o perdão de seus pecados, foi curado de sua paralisia e se juntou a outros para dar glória a Deus. Nós não podemos fisicamente trazer nossos amigos para Jesus, mas quando oramos, nós os trazemos diante de seu trono da graça onde eles receberão misericórdia e acharão graça para socorro em tempo oportuno (Hb 4.16).

4. Esteja Disposta a Receber

Embora eu geralmente entenda que amar meus amigos significa ativamente fazer coisas para servi-los, uma amiga próxima recentemente apontou que, para uma pessoa ser capaz de doar, outra deve estar disposta a receber.

Jesus diz: “Mais bem-aventurado é dar que receber” (At 20.35). Minha amiga me lembrou que, quando eu recuso suas ofertas de ajuda, roubo-lhe a bênção de ser a doadora. Na verdade, estou amando-a bem, quando permito que ela me sirva.

Hoje em dia, em vez de fugir das amizades quando a vida está ocupada, ou de lamentar minha falta de amizades perfeitas, estou procurando envolver meus amigos e amá-los em todos os momentos — mesmo quando não tenho tempo.

 

Traduzido por Mauro Abner

Compartilhar
CARREGAR MAIS
Loading