Como a Renovação Pessoal Alimenta a Missão

Unsplash

O meu aprofundamento espiritual me tornou mais ou menos evangelístico?

Essa pergunta começou a me importunar. Eu estava me aprofundando nas leituras sobre formação espiritual e crescia genuinamente no amor a Deus. No entanto, enquanto minha busca pela conformidade com Cristo continuava, essa pergunta reaparecia repetidas vezes.

Pense você mesmo: você passou a evangelizar mais ou menos com o tempo? E se, como eu, seus frutos entre os que estão fora da igreja diminuíram, por onde você recomeçaria?

Padrão da Missão

Tim Keller observou o padrão consistente de missão na totalidade das Escrituras: Deus nos atrai para nos enviar.

Em Gênesis 12, Deus fala a Abraão, o traz à sua presença e promete torná-lo uma bênção para todas as nações. Então o Senhor diz: Vai! “Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei;”

Em Êxodo 3, Moisés é um assassino fugitivo quando Deus aparece em uma sarça ardente. Moisés se prostra em adoração, e o Senhor diz: Vai! “Pois o clamor dos filhos de Israel chegou até mim, Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo.”

Em Lucas 5, Simão Pedro é um pescador esforçado que não havia pescado nada o dia todo. Da praia, um homem diz: “lançai as vossas redes para pescar.” Pedro pesca tantos peixes que suas redes se rompem e o barco começa a afundar. Pedro clama que Jesus é o Senhor e este lhe diz: Vai! “Não temas; doravante serás pescador de homens.”

Em Mateus 28, após a ressurreição, as mulheres chegam ao túmulo vazio. Maria Madalena se vira para ver o Senhor ressuscitado chamando seu nome. Tomada pela alegria, ela se agarra nele. Jesus a abraça, mas diz: Vá! “Não temais! Ide avisar a meus irmãos que se dirijam à Galileia e lá me verão.”

Repetidas vezes, Deus nos atrai para nos enviar. Ele nos atrai para conhecê-lo; ele nos envia para torná-lo conhecido.

Missão Orientada para a Renovação

Nas várias etapas dos meus 12 anos de ministério, enfatizei ou a profundidade espiritual ou o avanço missional, um em detrimento do outro. Enquanto servia com equipes de plantação de igrejas entre 2008 e 2010, o desenvolvimento de relacionamentos, o evangelismo e o discipulado individual eram as prioridades do meu ministério. Por outro lado, enquanto servia em uma congregação mais estabelecida, eu estava ocupado com o cuidado pastoral e a administração, negligenciando o engajamento missional.

Mas ao retornar ao padrão de missão das Escrituras, a formação espiritual e a vida missional não podem estar separadas. Como um pastor disse uma vez: “O evangelho necessário para transformar nossos corações é o mesmo evangelho necessário para transformar o mundo”.

Pegando emprestada uma frase de um pastor amigo meu: “A missão orientada para a renovação” ocorre quando uma pessoa ou comunidade é renovada pelo Espírito para despertar em torno do evangelho e então é enviada para alcançar pessoas, discipular novos crentes e começar novas igrejas. . Mais uma vez, Deus nos atrai e nos envia.

A missão orientada para a renovação é a grande necessidade dos nossos dias. Quando o Espírito Santo produz profundidade e renovação em nossas almas, não é apenas para o nosso próprio bem. Nós não existimos para nós mesmos, mas para Cristo e sua glória entre os perdidos. A oração de Paulo pela igreja de Tessalônica demonstra esta grande necessidade: “e o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco” (1Ts 3.12).

Esse é o padrão pelo qual ele ora: que nosso amor por Deus possa (1) transbordar em nossos corações, (2) transbordar uns com os outros na igreja, e então (3) transbordar ainda mais “para com todos” — para aqueles que estão fora da fé em urgente necessidade das boas novas sobre Jesus.

O amor não é uma mercadoria escassa no reino de Cristo. Ele pode “crescer e aumentar” repetidamente. Tal é o grande amor de Deus — abundante, sempre renovador, sempre em busca, sempre salvando e se multiplicando.

Então, como podemos cultivar este amor por Deus, pela igreja e pelo mundo — e formar uma base para a missão orientada para a renovação?

1. Observe e Ore

Antes de Paulo pregar sua famosa mensagem aos atenienses, ele andou pela cidade e “seu espírito se revoltava” pela confusão espiritual da cidade (Atos 17.16). Ele pregou na praça principal com uma compaixão profunda de um coração quebrantado, por suas almas.

Na medida em que olhamos para as nossas comunidades com os olhos de Paulo, veremos a ruína e seremos levados à oração e à ação. Nossas cidades, bairros e comunidades rurais necessitam desesperadamente de Cristo e de comunhão. A maioria das pessoas com quem falo, semana após semana, sente-se desconectada, solitária e oprimida. Nossos corações devem se partir e a oração deve ser o nosso primeiro impulso.

A história cristã demonstra que todos os grandes avivamentos começaram com reuniões de oração. Como você e seu povo podem começar a se reunir regularmente para orar por sua cidade?

2. Faça Coisas Difíceis

Cerca de dois anos atrás, após seis excelentes anos em uma igreja grande e próspera, decidimos voltar para casa e plantar uma igreja. Chamamos alguns amigos para se juntarem a nós, nos mudamos para a nossa pequena cidade e começamos a criar relacionamentos a partir do zero. De uma só vez, a missão orientada para a renovação passou de uma convicção doutrinária para ser um estilo de vida. Mesmo que isso seja constantemente difícil, isso tem nos trazido de volta ao Senhor, mais do qualquer outra coisa.

A sabedoria sugere que devemos escolher coisas difíceis, até mesmo coisas humanamente impossíveis, para que nossos corações cresçam em dependência de Deus. Isto não requer uma grande mudança ou a plantação de uma nova igreja. Cada dia nos apresenta oportunidades de atravessar um saguão ou o jardim para falar com um vizinho, enviar uma mensagem para nos reunirmos com um colega de trabalho ou compartilhar as boas novas sobre Cristo com um amigo. E após alguma frutificação no evangelismo e no discipulado, sua igreja local pode equipá-lo para o próximo passo — ajudar a plantar uma igreja, iniciar uma organização com uma missão redentora ou levar o evangelho às nações.

Para o que o Senhor o estaria convidando agora mesmo? Para um novo relacionamento? Uma nova oportunidade redentora? Um novo campo missionário?

3. Trabalhe a Partir do Descanso

O ministério é estafante. O desenvolvimento de relacionamentos requer entrega emocional. O evangelismo, frequentemente, implica em rejeição. Coisas difíceis são… difíceis. Mas o padrão de Jesus é trabalhar a partir do descanso. Muitas vezes ele se afastou em completa solidão, ou apenas com seus discípulos, antes de grandes viagens em seu ministério. Seus primeiros seguidores em Atos encontraram o ritmo para equilibrar tempos fervorosos de oração com tempos de vibrante pregação evangelística.

Eu penso nisso em termos de insumos e produção. Eu sou um ciclista de resistência, e numa corrida de duas horas queimo cerca de 1.800 calorias. Isto significa que necessito consumir calorias adicionais — donuts! hambúrgueres! — antes e depois da corrida, ou vou desmaiar. O corpo necessita ingerir nutrientes na mesma medida dos gastos das demandas impostas sobre ele. Espiritualmente, todos nós necessitamos receber a presença e a Palavra de Deus através da oração, leitura e outras disciplinas espirituais, de modo que nossa força interior corresponda às exigências colocadas sobre nós.

Como seria para você o ser atraído antes de ser enviado?

Oração Sincera

A conformidade a Cristo significa participação em sua missão orientada pela renovação.

Crescer em profundidade espiritual fez de você uma pessoa mais evangelística? Minha sincera oração por mim e por você é que aquilo que o Senhor começou em nós interiormente seja manifestado exteriormente em uma colheita de novos discípulos e igrejas saudáveis e multiplicadoras.

Pai Celestial, atrai-nos e envia-nos! Amém e amém.

 

Traduzido por Vittor Rocha

Compartilhar
CARREGAR MAIS
Loading